3 thoughts on “Morte por COVID–19 em Pirassununga tem resultados controversos

  1. Se em todas as cidades começarem a ter essa controvérsia, em quem vamos acreditar? Ou é ou não é. O povo não pode ficar à mercê de dúvidas, num momento de extrema preocupação e seriedade.

  2. O exame do Adolfo Lutz não foi o de São Paulo, mas um laboratório de Rio Claro, conceção do de São Paulo. O da USP foi certificado por 3 entidades públicas, inclusive pelo A.Lutz de São Paulo e comprou reagentes também certificados por estas entidades. Portanto, confio muito mais nos resultados da USP do que de Rio Claro, que começou a realizar exames há poucos dias

Deixe um comentários

%d blogueiros gostam disto: