Mesmo em pleno Carnaval a PM Ambiental intensificou a “Operação Piracema”

O Capitão PM Marcos José Pereira, comandante da 7ª Cia. de Polícia Militar Ambiental sediada na cidade de Rio Claro/SP coordenou a “Operação Piracema” que envolveu o 1º, 2º e 3º Pelotão PMA onde por terra e por água foram fiscalizados vários rios de cidades como Mogi Guaçu, Pirassununga, Santa Cruz das Palmeiras, São José do Rio Pardo, Caconde e Piracicaba.

Nas 38 horas de “Operação Piracema) os policiais foram apreendidos 13 caniços simples (varas e molinetes), uma tarrafa e 110 metros de rede. Também foram localizados 9 kg de pescado. Na contabilidade final, foram 12 Autos de Infração Ambiental lavrados e R$ 15.360 em multas aplicadas.

Região
Ainda no sábado (10), em cumprimento à “Operação Piracema” pela área do 1º Pelotão de Polícia Ambiental com sede em Pirassununga (Cachoeira de Emas), houve intensificação de fiscalização voltada à preservação das espécies nativas.

A equipe de patrulhamento embarcado composta pelos policiais Cabos PMS Godoy, Ramiro e Nilton realizou vistoria pela represa AeS – Tietê no município de Mogi Guaçu (bairro Josefina) onde conseguiu localizar e apreender redes “de espera” de malha de tamanhos diversos em pontos distintos do trecho.

No total foram 110 metros de rede, sendo que tais materiais foram recolhidos para a destinação adequada. A “Operação Piracema” continua sendo desencadeada pela Polícia Ambiental de Pirassununga durante todo o período de defeso, que vai até o final do mês de fevereiro.

De acordo com a polícia, muitas pessoas foram abordadas, multas aplicadas, pescados e materiais apreendidos.

O resultado atingido foi o seguinte:

– 22 pessoas abordadas;
– 12 veículos vistoriados;
– 12 Termos de Vistoria Ambiental lavrados;
– 7 Boletins de Ocorrência Ambiental feitos;

Fotos

Comentários